20 maio 2005

Como...

Estava a falar com a minha Paula, e ela disse-me algo que achei bastante importante. Muitas vezes, nas pregações, fala-se de muitas coisas: O quê, quando, etc. Mas raramente se fala no Como. Como posso aplicar na minha vida aquilo que está a ser ensinado? Qual é o aspecto prático da mensagem que está a ser passada?

Penso que todas as mensagens devem passar da teoria para a prática, ou então a mensagem não estará a ser passada como deve de ser. Por favor, vamos começar a reservar espaço para falar; melhor, para discutir o como praticar a mensagen de Cristo nas nossas vidas.

3 comentários:

Allan Jost disse...

No seminário, eu fui ensinado que um estudo bíblico não era um estudo até que chegasse á aplicação. Sem aplicação não há um estudo bíblico. A mesma coisa aplica-se à pregação, sem aplicação não há pregação bíblica...

paula do ó barreto disse...

Soren Kierkegaard disse: "Não há qualquer falta de informação em terras cristãs; alguma coisa mais está a faltar."
Fred Craddock afirmou: "O "como" tem estado todo este tempo na arrecadação, enquanto o "Qual/O quê?" tem entretido as mais brilhantes mentes deste mundo. Qual é o assunto? Qual é a verdade? O que é que nós acreditamos? O que é que tem sido ensinado? Estas são questões louváveis, pois como é que alguém se sujeitaria ao embaraço de interromper uma discussão com a pergunta, "Mas como é que nós...?"

Pois, pois, quem ousaria interromper uma pregação, um discurso, um monólogo? Tanta informação, mas como praticá-la, como vivê-la?

marco disse...

O problema de muitas das pregações que ouvimos não se focarem no "como" tem muito a ver com o próprio conteúdo da pregação. Há determinado conteúdo em algumas pregações que simplesmente não tem qualquer aplicação prática na vida de quem ouve. Pode-se estar perante um excelente exercício de retórica e eloquência, mas para o dia a dia da nossa vida, nada do que estamos a ouvir é relevante.