08 junho 2005

Um dia em cheio no Estuário do Tejo

Hoje tive mais um óptimo dia de observação de aves. Desta vez fui eu e o Neo, e além de vermos muitas espécies, foi muito bom em termos de fotografias.

Em termos de espécies novas, foram as seguintes:

Alvéola Amarela (Motacilla flava)
Andorinha Dáurica (Hirundo daurica)
Garça Vermelha (Ardea purporea)
Rouxinol (Luscinia megarhynchos)
Trigueirão (Miliaria calandra)
Gaivina dos Pauis (Chlidonias hybridus)
Tecelão (Ploceus melanocephalus)
Perdiz do Mar (Glareola pratincola)

Além disso, tive ainda a surpresa de ver dois piriquitos, o que foi surpreendente, embora já tivesse ouvido relatos de que já existiam em liberdade em alguns pontos do país. Vou passar a contar o piriquito como ave vista em liberdade sem ser fuga de cativeiro, pois pelo comportamento deles nota-se que já estão numa fase reprodutiva. Com o piriquito mais os outros 8, elevei o número de espécies vistas para 125.

Perdizes do mar (Glareola pratincola)
duas_perdizes_do_mar
Flamingos (Phoenicopterus ruber)
flamingos
Perna Longa (Himantopus himantopus)
perna_longa_ninhoperna_longa_voar
Piriquito (Melopsittacus undulatus)
piriquito
Trigueirão (Emberiza calandra)
Trigueirão
Tecelão (Ploceus melanocephalus)
tecelão

1 comentário:

Allan Jost disse...

Parabens! Vejo que o dia foi marcante. Uma maneira de recarregar as baterias! Espero que tenhas muitos outros dias assim.