05 agosto 2005

O amor

"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como um bronze que soa ou um címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom da profecia e conheça todos os mistérios e toda a ciência, ainda que eu tenha tão grande fé que transporte montanhas, se não tiver amor, nada sou. Ainda que eu distribua todos os meus bens e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, de nada me aproveita." (1 Coríntios 13:1-3)

O amor é a cola que nos une. É o que faz tudo valer a pena. É o que distingue a vida cristã da religião cristã.

2 comentários:

takasilva disse...

... muito bem, Nuno!

vejo que estás inspirado!
DTA

Paula disse...

Sim, o amor é a grande diferença entre a conversa e a acção... e é tudo!