10 agosto 2005

Paz, amor, liderança e unidade

"De facto, Deus não nos destinou à ira mas à posse da salvação por meio de Nosso Senhor Jesus Cristo que morreu por nós, a fim de que, quer durmamos, quer estejamos vigilantes, com Ele vivamos unidos. Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como já o fazeis. Pedimo-vos, irmãos, que sejais reconhecidos para com aqueles que se afadigam entre vós, que vos governam no Senhor e que vos instruem; dedicai-lhes uma caridade acrescida devido à sua obra. Vivei em paz entre vós. Exortamo-vos, irmãos: corrigi os indisciplinados, encorajai os desanimados, amparai os fracos, sede pacientes com todos. Prestai atenção a que ninguém pague o mal com o mal; procurai, antes, fazer sempre o bem uns para com os outros e para com todos. " (1 Tessalonicenses 5:12-15)

Hoje li esta passagem, e achei interessante que aborde todos os assuntos em que tenho pensado nesta última semana. E depois de pensar um pouco, realmente tudo está relacionado, e cada um destes temas pode (e talvez deva) ser visto no contexto dos outros.

O amor deve ser o padrão que amadurece a unidade que temos em Cristo. Não a uniformidade, mas o amor. Não é o sermos iguais, mas é o amarmo-nos uns aos outros. Essa unidade em amor leva a que haja paz. E onde há amor e paz, o papel do líder torna-se claro e fácil de cumprir. Isto não é uma resposta final ao que tenho pensado, mas é mais um pensamento importante.

2 comentários:

Luis Castanheta disse...

Concordo inteiramente com o racicinio. Deixo no entanto uma questão.
Onde se encontra algo parecido nos dias de hoje ?

Nuno Barreto disse...

Eu acredito que encontramos algo parecido em toda a igreja de Cristo, mas de uma forma muito reduzida, muito infantil.

Ou seja, o potencial está lá, mas é preciso amadurecer a coisa. E acho que cada um de nós tem um papel a desempenhar nisso. Amando os outros, criando relacionamentos. Tenho a esperança que com o passar do tempo de acções deste género, o resto do corpo seja "contaminado" pelo amor. E até arrisco dizer que isso já está a acontecer um bocadinho...