02 agosto 2005

Unidade do deixa andar

"Não rogo só por eles, mas também por aqueles que hão-de crer em mim, por meio da sua palavra, para que todos sejam um só, como Tu, Pai, estás em mim e Eu em ti; para que assim eles estejam em Nós e o mundo creia que Tu me enviaste." (João 17:20,21)

Jesus orou para que houvesse unidade entre os cristãos. Isto é mais fácil de dizer do que de fazer. Mas unidade no quê? Será que Cristo queria dizer que fossemos todos iguais? Que não se discutisse as coisas? Que se procurasse as coisas em que estamos de acordo e só falássemos delas? Eu creio que não.

Eu creio que a verdadeira unidade está em ter a capacidade de debater os assuntos, falar do que está mal e bem, ter opiniões diferentes e ainda assim permanecer unidos. Ainda assim ser capaz de olhar o nosso irmão olhos nos olhos e amar. Não acredito numa falsa unidade baseada na não crítica dos problemas, erros, e direi até pecados.

Muitos dos que defendem a unidade em detrimento de tudo o resto, são os mesmos que têm origem no movimento protestante, que começou exactamente por haver debate e discordância. Sugiro a tais pessoas que voltem para a igreja católica, se realmente desejam tanto a unidade.

2 comentários:

JOINCANTO disse...

Escrevi um grande texto.
Depois apaguei-o.

"Somos um"

Nuno Barreto disse...

Tens razão. Na realidade somos um. Mais do que nos apercebemos. Apesar das diferenças entre todos nós, somos um. E não precisamos estar todos de acordo para sermos um.