07 julho 2005

Terrorismo Islâmico

Fico obviamente triste quando vejo notícias como as de hoje. Múltiplos atentados em Londres, provavelmente causados por terroristas islâmicos, embora a informação ainda esteja muito confusa.

Quando dizem que o Islão é uma religião de paz, lembro-me do seguinte verso do Corão:

"Combatam aqueles que não acreditam em Alá, nem no último dia, nem proibem o que Alá e o seu mensageiro proibiram, nem seguem a religião da verdade, de todas aqueles aos quais foi dado o Livro [Bíblia, referência aos Judeus e Cristãos], até que paguem o imposto em reconhecimento de superioridade e estejam num estado de sujeição." (Qu'ran 9:29)

Infelizmente não é uma religião de paz. E qual deve ser a nossa atitude? Responder na mesma moeda? Não. Deus deu-nos outro caminho, amar os nossos inimigos. Fazer bem àqueles que injustamente nos injuriam e nos maltratam. Em vez disso, este ódio está a gerar mais ódio, e não se vê fim a esta escalada de violência. É preciso dizer basta, e quebrar este ciclo vicioso. É preciso amar.

update: Já foi reivindicado pela Al-Qaeda.

6 comentários:

Paula disse...

POis é Nuno, e é nestes momentos que nós ainda parecemos mais loucos... quando dizemos que temos de amar as pessoas que causam milhares de mortes...
Jesus amou.

Paula do Ó Barreto disse...

Eu acredito que todas estes actos de terrorismo são muito mais políticos do que religiosos. Penso que se fala da religião de forma a mobilizar o povo. Falar a língua que o povo entende. Se defendessem os seus actos alegando questões políticas de certeza que não teriam o povo do seu lado.
No que diz respeito ao Islão, na minha opinião, existe uma grande nuvem à volta das suas crenças. Coincidência??

paulo aguiar disse...

Olá
gostei do teu "canto" e gostava de te dar a conhcer o nosso....
....http://tehilah.blogspot.com/
bençãos
Di

Jonas disse...

Nuno,

Já li no teu Blog, por mais do que uma vez, que detestas ver, descontextualizadas, citações da Bíblia. São isso mesmo, citações descontextualizadas, capazes de induzir em erro quem, não conhecendo a Bíblia, faça uma interpretação textual de uma mensagem que contextualizada, teria uma interpretação bem diferente.

Parece-me que neste post fizeste uma citação do Corão. Não está contextualizada.

Não sou Muçulmana, nem Católica, nem nada de classificável já agora, mas acho que sou justa, e detesto generalizações.
Há pessoas boas e pessoas más em todas as religiões, e não creio que haja qualquer religião que tenha o monopólio dos maus e outra religião que tenha o monopólio dos bons.

É só.

Um abraço.

Nuno Barreto disse...

Jonas, acho que fazes uma crítica justa.

Antes de colocar esse verso do Corão, eu vi o contexto, e se formos ver o texto literalmente, é mesmo isso que diz. O contexto desse verso é a guerra santa, e como espalhar o Islão através da guerra, facto que era prática do início do Islamismo.

Segundo os islâmicos moderados, estes versos não devem ser interpretados literalmente, mas como se se tratasse de uma guerra espiritual.

Nuno Barreto disse...

A propósito do contexto, para quem quiser ler, encontra-se aqui.